Home arrow Saiba Mais arrow Glossário
Glossário Imprimir E-mail

A

ABECIP - Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança.

Abertura de Capital - Democratização do Capital Social de uma empresa cujas ações pertencem a um determinado número de acionistas.

ABRAPP - Associação Brasileira de Entidades Fechadas de Previdência Privada.

ABRASCA - Associação Brasileira de Companhias Abertas. Fundada em setembro de 1971, é uma entidade civil de âmbito nacional, sem finalidades lucrativas, cuja personalidade jurídica é distinta das de suas associadas, que são empresas legalmente registradas como companhias abertas.

Ação - É um título de renda variável, emitido por companhias ou sociedades anônimas, que representa a menor fração do capital da empresa que a emitiu. O investidor em ações é um co-proprietário da sociedade da qual é acionista e participa de seus resultados, podendo converter as ações em dinheiro a qualquer momento, através da negociação no mercado balcão ou na Bolsa de Valores.

Ação 1ª linha - Veja Blue Chips.

Ação 2ª linha - Ações de empresas privadas de grande e médio porte com liquidez e procura no mercado de ações.

Ação 3ª linha - Ações de empresas privadas de médio e pequeno porte e cuja negociação se caracteriza pela descontinuidade.

Ação cheia (com) - Ação cujos direitos ainda não foram exercidos. Estes direitos podem ser: dividendos, bonificação e subscrição.

Ação Escritural - Ação nominativa de uma empresa, que não é representada por certificado e funciona como uma conta corrente, onde os valores são lançados a crédito ou débito, não havendo movimentação física desse documento.

Ação listada em bolsa - Ação negociada em bolsa de valores.

Ação ordinária (ON) - Confere ao acionista direito de voto em assembléias gerais da empresa. Na distribuição dos dividendos da empresa, seus proprietários só recebem sua parcela correspondente depois que os proprietários das ações preferenciais tenham recebido suas parcelas.

Ação preferencial (PN) - Garante aos acionistas a prioridade no recebimento de dividendos (geralmente em percentual mais elevado que o atribuído para as ações ordinárias) e no reembolso do capital, no caso de dissolução da empresa.

Ação vazia (ex) - Ação cujos direitos já foram exercidos. Estes direitos podem ser: dividendos, bonificação e subscrição.

Ação-objeto - Ação sobre a qual se refere a opção negociada no pregão de uma Bolsa de Valores.

Acionista - Quem possui ações de uma sociedade anônima.

Acionista majoritário - Aquele que detém o controle acionário de uma empresa.

ACREFI - Associação das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento.

ADEVAL - Associação das Empresas Distribuidoras de Valores.

ADR - Veja American Depositary Receipt.

ADR Ratio - Expressa a relação existente entre os ADRs e as ações no país de origem. No caso do Itaú a relação é 1(ADR) para 500 (ações PN).

Agente Econômico - Indivíduos, grupos de indivíduos ou organismos que constituem, do ponto de vista dos movimentos econômicos, os centros de decisão e de ações fundamentais.

Ágio - Diferença positiva entre o valor pago e o valor nominal do título.

Ajuste Fiscal - Conjunto de medidas que têm por objetivo melhorar a qualidade das receitas e despesas do governo, possibilitando a obtenção de superávits orçamentários no longo prazo.

Alavancagem - É o grau de utilização de recursos de terceiros para aumentar as possibilidades de ganhos e lucros , aumentando conseqüentemente o grau de risco da operação. Quando estamos falando de empresas, quanto maior o grau de endividamento, maior sua alavancagem, que chamamos de alavancagem patrimonial.

American Depositary Receipt - Os ADRs (American Depositary Receipts) são papéis emitidos e negociados no mercado de capitais dos Estados Unidos (EUA), com lastro em ações de um empresa não norte-americana. O ADR foi criado com o objetivo de possibilitar o acesso ao mercado de capitais dos EUA para empresas estrangeiras. Existem três níveis de ADR, cada um com exigências crescentes de transparência e adequação às normas norte-americanas. O ADR - Nível I é o que tem menor nível de exigências e é negociado no mercado de balcão norte-americano (denominado OTC - Over the Counter). Os ADRs - Nível II são negociados nas bolsas de valores dos EUA. Cabe ressaltar que neste dois primeiros níveis não há um lançamento de ações novas. E, finalmente, o ADR - Nível III que possui o mesmo grau de exigência do ADR - Nível II, contudo há captação de recursos, pois é lastreado em ações novas.

AMEX - American Stock Exchange - A Segunda maior Bolsa Norte-Americana (a primeira é a NYSE - Bolsa de Valores de Nova Iorque). A AMEX negocia cerca de 10% dos papéis negociados no mercado norte-americano.

Amplitude - É a diferença entre os preços atingidos por uma determinada ação (máximo e mínimo) em um determinado período de tempo.

Análise Fundamentalista - A análise fundamentalista é o estudo das causas que explicam o comportamento dos preços das ações. Através dessas análises, as quais incluem projeções de resultados futuros das empresas estudadas, os analistas procuram determinar se uma ação está subavaliada ou superavaliada em relação ao seu preço atual de mercado

Análise Técnica - A análise técnica visa prever as tendências futuras dos preços de um ativo. Esta previsão é baseada em análises gráficas detalhadas dos preços deste ativo, assim como o volume negociado do mesmo.

ANBID - Associação Nacional dos Bancos de Investimento. É uma entidade de representação do segmento das instituições financeiras que operam no mercado de capitais. Seus associados são os bancos de investimento e bancos com carteira de investimento.

ANCOR - Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias.

ANDIMA - Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto. Criada em 1971, é uma entidade civil sem fins lucrativos e de caráter privado. Seu principal objetivo é contribuir para o desenvolvimento de mercados que ofereçam oportunidades de negócios a instituições financeiras, aos investidores e às empresas em geral. Representa bancos comerciais, múltiplos e de investimento, corretoras, distribuidoras de valores e sociedades de crédito e financiamento. Seu modelo de funcionamento tem como principal característica a segurança na liquidação financeira e na custódia dos títulos negociados no mercado financeiro.

ANIMEC - Associação Nacional de Investidores do Mercado de Capitais. Fundada no final de 1999, é uma sociedade civil sem fins lucrativos, cuja finalidade principal é representar os interesses dos investidores não controladores (minoritários), visando a defesa dos seus direitos. Objetiva analisar, propor e conduzir ações que consolidem a melhoria do "ativo-ação" e uma maior eqüidade nas relações entre controladores e minoritários.

APIMEC - Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais. Fundada em 1970, é uma associação civil sem fins lucrativos. Congrega analistas do mercado de capitais e relacionados, promovendo atividades socioculturais que objetivam a integração, formação e especialização de seus associados.

Apregoação - Ato de apregoar a compra ou venda de ações pelo operador (quem intermedeia a compra e venda de ações, representante de uma corretora no pregão de uma Bolsa de Valores). A apregoação deverá ser feita mencionando-se a quantidade de títulos e o preço pelo qual se pretende fechar o negócio.

Arbitragem - Estratégia de investir em dois ou mais mercados simultaneamente em busca de lucro sem risco.

Arbitragem Cambial - É a operação de compra de uma quantidade de moeda local e na venda de outra quantidade de moeda estrangeira, de maneira que, aplicando-se a paridade entre elas, obtenha-se equivalência de valores.

Assembléia Geral Extraordinária (AGE) - Reunião dos acionistas de uma empresa em caráter extraordinário, esta convocação não é obrigatória.

Assembléia Geral Ordinária (AGO) - Reunião dos acionistas de uma empresa, cuja convocação é obrigatória, para que haja verificação dos resultados, leitura, discussão e votação dos relatórios de diretoria e eleição do conselho fiscal da diretoria desta sociedade anônima.

Associação Nacional dos Bancos de Investimento - Entidade formada por várias instituições financeiras que publica o Índice de Sharpe e o Índice Anbid dos fundos de investimento.

Ativo-objeto - Valor mobiliário a que se refere uma opção. Pode ser uma "commodity" (produtos agrícolas, como a soja, até metais, como o ouro), uma taxa de câmbio, uma taxa de juros, o Ibovespa, entre outros.

Aumento de capital - Incorporação de novos recursos ou reservas ao capital da empresa.

Aumento do valor nominal - Quando ocorre a incorporação de reservas ao capital de uma empresa sem que haja a emissão de novas ações.

B

BACEN - Veja Banco Central do Brasil.

Balança Comercial - Exportações (vendas de bens ao exterior) menos Importações (compras de bens no exterior).

Balancete - Demonstrativo contábil dos valores do ativo, passivo e Patrimônio Líquido de uma empresa. Refere-se apenas à parte do período do exercício social.

Balancete Trimestral - Balanço parcial das principais contas de uma empresa. É um demonstrativo contábil dos valores do ativo, passivo e patrimônio Líquido de uma empresa, divulgado trimestralmente para as Bolsas de Valores, CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e Bacen.

Balanço - Demonstrativo contábil dos valores do ativo, passivo e do patrimônio líquido de uma empresa. Refere-se a um exercício social completo.

Balanço de Pagamentos - É um resumo contábil, expresso em unidades monetárias, no caso o dólar norte-americano, das transações ocorridas entre o país e o resto do mundo. É constituída de duas grandes contas: - Saldo em transações correntes (transações de bens ou serviços realizadas por brasileiros com o exterior); - Saldo de capitais, que reflete o fluxo de moedas entre o país e o restante do mundo (exemplo: Empréstimos, Investimentos, Amortizações). A estrutura do Balanço de Pagamentos é a seguinte:
1- Saldo da Balança Comercial: é a diferença entre o volume de exportações e o volume de importações de produtos realizados por um país em um determinado período;
2- Saldo do Balanço de Serviços: refere-se ao pagamento de juros ao exterior, frete, conta turismo, rendas de capital, entre outras.
3- Transferências unilaterais: transferência de valores das pessoas e instituições entre o Brasil e outros países, sem a necessidade de pagamento posterior.
4- Saldo em transações correntes: Soma do Saldo da Balança Comercial com o saldo do balanço de serviços e as transferências unilaterais;
5- Conta de capital
6- Erros e Omissões
7- Resultado.

Balanço de Transações Correntes - É o resultado agregado da balança comercial (exportações menos importações), do balanço de serviços (juros, fretes, lucros, viagens internacionais, etc) e das transferências unilaterais.

Banco Central do Brasil - O Banco Central do Brasil foi criado em 1964, com o objetivo de atuar como um órgão executivo do Sistema Financeiro Nacional. Suas funções principais são:
1 Emissão e controle de papel moeda (cédulas e moedas)
2- Controla das operações de Open Market, executando a compra e venda de títulos tanto para executar Política Monetária como para o financiamento do Tesouro Nacional;
3- Realizar operações de redesconto e outros tipos de empréstimos às Instituições Financeiras e receber e controlar os depósitos compulsórios voluntários dos bancos;
4- Atuar como o depositário das Reservas Internacionais do país;
5- Autorizar o funcionamento, fiscalizar e aplicar as penalidades previstas a Instituições financeiras.
As atividades do Banco Central são regulamentadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN)


Banco Custodiante (ADRs) - O Banco Custodiante é responsável pela emissão, cancelamento, venda, recompra, resgate e reavaliação dos ADRs, recolhimento e distribuição de direitos aos detentores de ADRs e controle das operações de câmbio associadas ao programa de ADRs. No caso do Itaú o custodiante é o próprio Itaú.

Banco Depositário (ADRs) - Banco baseado nos Estados Unidos responsável por todos os serviços de emissão e transferência de ações para um programa de DR (Depositary Receipts). É responsável por todo o serviço aos acionistas, seu cadastro, controle e também pelo pagamento de dividendos em dólares. No caso do Itaú, o banco depositário é o Bank of New York.

Banco Mundial - Instituição criada em 1944, o Banco Mundial rege, ao lado do Gatt (que deu origem à Organização Mundial de Comércio), o sistema financeiro internacional.

Base Monetária - Corresponde à criação primária de moeda (pelo Banco Central). Ela é divulgada em dois conceitos pelo Banco Central do Brasil: num conceito mais restrito, por convenção, corresponde ao total de papel-moeda em circulação somada às reservas bancárias e, num conceito mais amplo, corresponde ao total da base restrita, mais os depósitos compulsórios em espécie e títulos federais (tanto do BACEN, quanto do Tesouro) fora do Banco Central.

BBC - Veja Bônus do Banco Central.

Benchmark - Termo utilizado no mercado financeiro para determinar um índice que servirá como parâmetro de comparação entre investimentos. Um fundo cambial, por exemplo, pode ter como benchmark a variação do dólar norte-americano.

Benefícios - São os dividendos, bonificações e/ou direitos de subscrição que uma empresa distribui a seus acionistas.

Beta - Medida de risco de um ativo, utilizado para medir a sensibilidade de um ativo em relação a determinado índice. Por exemplo, se uma ação se comporta exatamente como o Ibovespa, dizemos que ela tem beta=1. Se a ação variar menos que o Ibovespa, o beta será menor do que um (beta < 1). Em contrapartida, se a ação varia mais que o Ibovespa, mas no mesmo sentido, ela terá beta>1 (beta maior do que um). Se variar menos, mantendo o mesmo sentido, o beta será menor do que um (beta < 1).

Block-Trade - Leilão de grande lote de ações nas bolsas de valores.

Bloqueio de posição - Operação através da qual um aplicador impede o exercício de sua posição mediante a compra, em pregão, de uma opção que possui a mesma série da opção anteriormente lançada.

Blue Chips - São as chamadas ações de 1ª linha. Ações de empresas de grande porte, com grande liquidez e volume de negócios nas bolsas de valores.

BM&F - Bolsa de Mercadorias & Futuros.

BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social. Empresa Pública cujas atividades são: estudar os problemas de desenvolvimento econômico global e examinar projetos específicos, visando impulsionar o setor econômico do país, fortalecer o setor empresarial nacional, atenuar os desequilíbrios regionais, promover o desenvolvimento integrado das atividades agrícolas, industriais e de serviços, e promover o crescimento e a diversificação da exportações.

Boleta - Documento no qual são registrados os negócios de compra e venda de ações pelos operadores, no pregão de uma Bolsa de Valores ou de Mercadorias e Futuros. Bolsa de Mercadorias : Mercado centralizado utilizado para transações com mercadorias , sobretudo os produtos primários de maior importância no comércio internacional e interno, como café, algodão, boi, cereais, etc.. Realizando negócios tanto com estoques existentes quanto com mercados futuros, as bolsas de mercadorias exercem um papel estabilizador no mercado, buscando minimizar as variações de preço provocadas pelas flutuações de demanda e reduzindo os riscos dos comerciantes.

Bolsa de Valores - Associação civil sem fins lucrativos onde se negociam títulos e valores mobiliários. Seus principais objetivos são: manter local ou sistema de negociação eletrônico adequados para que ocorram as transações de compra e venda de títulos e valores mobiliários; preservar elevados padrões éticos nas negociações; fazer a divulgação das operações realizadas com rapidez e detalhes.

Bolsa em alta - Quando o índice de fechamento do pregão é superior ao índice de fechamento do dia anterior.

Bolsa em baixa - Quando o índice de fechamento do pregão é inferior ao índice de fechamento do dia anterior.

Bolsa estável - Quando o índice de fechamento do pregão se mantém no mesmo patamar do índice de fechamento do dia anterior.

Bonificação - Em virtude de incorporação de reservas e lucros, através da distribuição gratuita de novas ações em número proporcional à quantia já possuída pelos acionistas. Como o preço em Bolsa é reajustado na mesma proporção, o patrimônio da empresa não se altera.

Bônus / Eurobônus - São títulos que os bancos emitem através de instituições no exterior, que serão utilizados como "funding" para operações de empréstimos no Brasil. Esses títulos têm prazos de três a oito anos, taxas fixas ou flutuantes e com ágio ou deságio, dependendo da demanda do mercado.

Bônus do Banco Central - Emitido pelo Banco Central, é um papel prefixado, onde você sabe exatamente o valor de resgate. Apresenta, portanto, risco de oscilação das taxas de juros.

Boom - Quando o volume de transações no mercado de ações ultrapassa, acentuadamente, os níveis médios em determinado período, com expressivo aumento das cotações.

BOVESPA - Bolsa de Valores de São Paulo.

Bradies - Papéis da dívida externa de países em desenvolvimento, renegociados de acordo com as regras do Plano Brady (plano tem esse nome em referência ao ex-secretário do Tesouro Americano, Nicholas Brady). A reestruturação baseou-se na emissão de títulos para substituir a dívida externa desses países. Na conversão foi aplicado um desconto no valor dos empréstimos.

Break Even Point - Ponto de equilíbrio entre receita e despesa. A partir do break even point as receitas da empresa geram, proporcionalmente, um lucro maior.

Broker - Veja Corretor.

BVRJ - Bolsa de Valores do Rio de Janeiro.

C

Call - Veja opção de compra.

Capital aberto - Quando o capital de uma sociedade anônima é representado por ações que podem ser negociadas nas Bolsas de Valores. Este, por sua vez, é dividido entre vários acionistas.

Capital de risco - Capital investido em atividades que podem resultar em perda do capital.

Capitalização - Aumento do patrimônio de uma empresa através da emissão de ações.

Carta de crédito - A mecânica de carta de crédito (crédito documentário) na importação brasileira é aquela que confere maiores garantias ao exportador estrangeiro, na medida em que ele condiciona o embarque da mercadoria para o Brasil ao prévio recebimento de um documento de garantia, através do qual um banco autorizado a operar no Brasil garante o integral pagamento da transação, desde que obedecidas algumas condições e cláusulas de embarque.

Carteira de ações ou títulos - Conjunto de ações ou títulos de propriedade de pessoas físicas e jurídicas.

Cash Yield - Indicador que mede o retorno financeiro anual de uma ação.

CBLC - Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia: Sociedade anônima com capital fechado, com sede em São Paulo, que presta serviços de compensação, liquidação e controle de risco das operações. A CBLC também presta o Serviço de Custódia Fungível de ativos e administra o Banco de Títulos CBLC - BTC. É uma organização auto-reguladora, supervisionada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

CDB - Veja Certificado de Depósito Bancário.

CDI - Veja Certificado de Depósito Interfinanceiro.

Cédula Hipotecária - É um título de crédito que caracteriza uma promessa de pagamento com uma garantia real de hipoteca. É um instrumento hábil para a representação de créditos hipotecários.

Certificado de Depósito Bancário - É um título de renda fixa emitido por Instituições financeiras. Esses títulos podem ser emitidos por bancos comerciais, de investimento ou múltiplos junto aos seus clientes pessoas físicas, jurídicas ou outros bancos, funcionando como um depósito a prazo com a finalidade de criar reservas para que o banco possa fazer empréstimos junto a clientes e interessados.
É uma aplicação de renda fixa que permite ao investidor saber com antecedência o prazo e as condições de remuneração.

Certificado de Depósito Interfinanceiro (CDI) - Certificado negociado exclusivamente entre bancos. Essas transações são fechadas por meio eletrônico e registradas nos computadores das instituições envolvidas e nos terminais do CETIP. As maiorias das operações são negociadas por um dia.
A taxa média diária do CDI de um dia é utilizada como referencial para o custo do dinheiro (juros). Por este motivo, esta taxa também é utilizada como referencial para avaliar a rentabilidade das aplicações em fundos de investimento.

Certificados de Depósitos Negociável - Veja Warrants.

CETIP - Central de Custódia e Liquidação de Títulos - Local onde se custodiam, registram e liquidam financeiramente as operações feitas com todos os papéis privados e os títulos estaduais e municipais que ficaram de fora das regras de rolagem. Na CETIP ficam garantidas as operações, tanto do ponto de vista do comprador quanto do vendedor, e suas garantias.

Chamada de Capital - Quando uma empresa subscreve ações novas, com ou sem ágio, para aumentar seu capital.

Cisão - É a operação pela qual a empresa transfere parcelas do seu patrimônio para uma ou mais Sociedades constituídas para este fim ou existentes, extinguindo-se a empresa cindida se houver versão de todo o seu patrimônio.

CME - Chicago Mercantil Exchange.

CNBV - Comissão Nacional de Bolsas de Valores.

Cobertura - Quando o vendedor de um ativo no mercado a termo, futuro e de opções faz um depósito dos seus ativos na Bolsa, os quais servirão de garantia para o cumprimento de sua obrigação futura.

Comissão de Valores Mobiliários - Órgão federal que disciplina e fiscaliza o mercado de valores mobiliários.

Comitê de Política Monetária (Copom) - Comitê do Banco Central que se reúne periodicamente para tomar decisões referentes às taxas de juros, entre outras.

Comitente - Denominação que se dá à pessoa que encarrega uma outra de comprar, vender ou praticar qualquer ato sob suas ordens e sua conta , mediante uma remuneração via comissão.

Commercial Paper - Título emitido visando a captação pública de recursos para o capital de giro da empresa. Constitui-se em um importante mecanismo de financiamento para as companhias de capital aberto.

Committee on Uniform Securities Identification Procedures - É o identificador numérico padronizado para todas as ações / títulos negociados nos Estados Unidos. Trata-se de um número de nove dígitos, cujos seis primeiros identificam o emissor do papel e os 3 últimos identificam o tipo de papel.

Commodities - Produtos agrícolas negociados no mercado internacional.

Companhia Aberta - Empresa que possui valores mobiliários de sua emissão registrados na CVM para a negociação em Bolsa de Valores ou no Mercado de Balcão.

Compromisso - Nas aplicações em CDB-DI o cliente escolhe o prazo de aplicação. E ainda tem a possibilidade de a seu critério, comandar recompras para creditar sua conta corrente antes do vencimento contratado. Em qualquer hipótese, há o compromisso do Itaú em remunerar o seu dinheiro de acordo com o percentual do CDI definido para a aplicação. E para formalizar esta condição, todas as operações do CDB-DI envolvem o registro do compromisso na CETIP.

Conselho Fiscal - Sua função é a de fiscalizar a situação financeira da empresa. O conselho fiscal possui no mínimo três membros efetivos e três suplentes não ligados à Empresa.

Conselho Monetário Nacional (CMN) - Órgão normativo responsável pela fixação das diretrizes da política de crédito, monetária e, Cambial do país, para compatibilizá-las com as metas econômicas fixadas pelo Governo Federal. O órgão executor é o Banco Central. Atualmente, o CMN é composto pelo Presidente do Banco Central e pelos Ministros do Planejamento e da Fazenda.

Correlação - Índice que mede o quanto dois ativos oscilam de forma semelhante ao longo do tempo.

Corretagem - Remuneração paga ao corretor por sua intermediação na compra ou venda de títulos.

Corretor - Quem intermedia a compra e venda de títulos.

Corretoras - São instituições financeiras credenciadas pelo Banco Central e membros das bolsas de valores ou de futuros. Estão habilitadas a negociar valores mobiliários ou contratos futuros em pregão.

Cota de um fundo de investimento - Veja Quota de um fundo de investimento.

Cotação - Preço dos títulos, ações, moedas estrangeiras ou mercadorias.

Cotação de Abertura - Primeira cotação no dia de uma ação registrada no pregão de uma Bolsa de Valores.

Cotação de Fechamento - Último preço no dia de uma ação registrada no final de um pregão.

Cotação Máxima - Cotação máxima no dia atingida por uma ação registrada durante o pregão de uma Bolsa de Valores.

Cotação Média - Cotação Média diária de uma ação registrada durante o pregão de uma Bolsa de Valores.

Cotação Mínima - Cotação Mínima diária atingida por uma ação registrada durante o pregão de uma Bolsa de Valores.

CPMF - Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira.

Crack - Ocorre quando as cotações das ações declinam rapidamente para níveis de preços muito baixos.

Curva do papel - Curva que reflete a valorização de um título ao longo do tempo, do instante da compra até seu vencimento.

CUSIP - Veja Committee on Uniform Securities Identification Procedures.

CVM - Comissão de Valores Mobiliários. Foi criada através da Lei (6385/76) para disciplinar o funcionamento do mercado de valores mobiliários e a atuação dos participantes (companhias abertas, intermediários financeiros e investidores). Tem poderes para disciplinar, normatizar e fiscalizar a atuação dos diversos integrantes do mercado.

D

Data de Exercício da Opção - É a data de registro em pregão da operação de compra ou venda.

Data de Vencimento da Opção - O dia em que se extingue o direito de exercer uma opção.

Debêntures - Títulos emitidos por uma sociedade anônima, para captar recursos, visando financiamento de projetos de investimento ou alongamento do perfil de endividamento das empresas. O rendimento de cada debênture depende das condições particulares de cada emissão.

Debêntures Conversíveis - Aquelas que, por opção de seu portador, podem ser convertidas em ações, em épocas e condições predeterminadas.

Debêntures Simples - Tipo de debênture que proporciona ao aplicador somente uma remuneração sobre o valor de investimento.

Deduções Estatutárias - É a parte dos lucros gerados por uma empresa, os quais não são distribuídos aos acionistas, de acordo com determinação dos Estatutos.

Default - Declaração de insolvência do devedor cujas dívidas não foram pagas nos prazos estabelecidos. Esta declaração é feita pelos credores.

Demonstração de Lucros e Perdas - Demonstrativo das contas de resultado (Receita e Despesa) de uma Empresa referente a um determinado período.

Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos - Criado em 1955 com o objetivo de assessorar os sindicatos de trabalhadores fornecendo dados relativos a custo de vida, nível de salário real e produtividade.

Depósito Compulsório sobre Fundos de Investimento - Parcela do patrimônio do fundo destinado a ser recolhida junto ao Banco Central, de acordo com a legislação vigente, onde permanecerá sem remuneração.

Derivativos - São operações financeiras realizadas através dos mercados futuros de índice, câmbio, juros e de opções, para obter rentabilidades diferenciadas.

Deságio - Diferença negativa entre o valor pago e o valor nominal do título.

Desdobramento do Número de Ações (Split) - Quando a empresa emite um determinado número de ações novas para cada ação antiga. Pode ser desde 1, 2 , 3 ou 4 novas, várias dezenas ou mesmo centenas para cada ação antiga.

DIEESE - Veja Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos socioeconômicos.

DI-OVER - Com divulgação diária pela CETIP, corresponde à taxa média das operações de Depósito Interfinanceiro com prazo de um dia útil. Na metodologia adotada, são excluídas do cálculo as operações entre instituições financeiras de um mesmo Grupo (conceito Extra-Grupo).

Disclosure - Quando uma empresa divulga informações, facilitando a tomada de decisão do investidor e aumentando sua proteção.

Distribuição dos rendimentos - Lucros distribuídos aos cotistas de um fundo resultantes da venda dos títulos presentes na carteira do fundo.

Diversificação - Prática de investir em um número variado de títulos, buscando reduzir riscos.

DIVEX - Títulos da Dívida Externa.

Dividendo - Direito que o titular de uma empresa tem de participar dos lucros dessa empresa. Esta participação varia em função da quantidade de ações possuídas. De acordo com os resultados obtidos pela empresa em determinado período, um percentual a ser definido na Assembléia Geral Ordinária será pago aos acionistas, sob a forma de dividendos.

Dólar Comercial - Valor do dólar usado como parâmetro para as operaçöes de importação e exportação bem como grande parte das operaçöes financeiras, tais como: Investimentos no país, remessa de dividendos, entrada de capital, pagamento de juros, etc.

Dólar Flutuante - Valor do dólar usado como parâmetro para as operações de compra e venda de moeda estrangeira destinadas ao turismo e algumas operações definidas pelo Banco Central, tais como: execução de garantias internacionais, swaps, movimento de contas de não residentes (CC5), etc.

Dow Jones Industrial Average - Índice utilizado para acompanhar os negócios na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE - New York Stock Exchange). Seu valor é o cálculo da média ponderada de ações de trinta grandes empresas (blue chips) que, em geral, são líderes da sua indústria. É um indicador globalmente acompanhado pelo mercado desde 1928.

Dumping - Venda de produtos a preços mais baixos que os custos de fabricação, com o intuito de eliminar a concorrência com o objetivo de ganhar fatias maiores do mercado

E

Equity - Patrimônio Líquido. São os direitos residuais dos acionistas sobre os ativos da empresa, calculados subtraindo-se o passivo total do ativo total.

Especulador - Aquele que utiliza seu capital na expectativa de tirar proveito de flutuações favoráveis de preço no mercado. Os especuladores não possuem um horizonte temporal definido, assumem riscos elevados visando retornos elevados. Os especuladores são essenciais para o mercado de títulos mobiliários, pois o provêm de liquidez e assumem risco daqueles que não pretendem fazê-lo.

Eurobonds - Títulos emitidos pelo governo ou por empresas brasileiras no mercado Internacional.

Ex-direitos - Ação que teve exercidos os direitos concedidos por uma empresa.

Exercício de opções - É quando o titular de uma operação exerce seu direito de comprar ou de vender o lote de determinado ativo-objeto, ao preço de exercício.

Export Notes - Título com remuneração vinculada à moeda estrangeira, emitido no mercado doméstico por um exportador, que possui um contrato com um importador de fornecimento futuro de mercadorias. É um produto financeiro que permite às empresas se posicionarem em face de diferentes expectativas de mercado, protegendo ou garantindo resultados na arbitragem de indexadores financeiros.

F

FAC - Fundo de Aplicação em Cotas.

FED - Federal Reserve, Banco Central dos Estados Unidos.

FGC - Fundo Garantidor de Créditos.

FGV - Fundação Getúlio Vargas.

FGV-100 - Índice composto pelas 100 ações mais negociadas, excluindo as estatais e bancos, ou seja, a carteira teórica é composta apenas por ações de empresas privadas, levando-se em consideração os critérios de qualidade da empresa e de liquidez ou volume financeiro negociados em Bolsas de Valores.

Fiesp - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

FIEX - Fundo de Investimento no Exterior.

FIF - Fundo de Investimento Financeiro.

Fipe - Federação Instituto de Pesquisas Econômicas.

FIQ - Fundo de Investimento em Quotas.

Firma Especialista da NYSE - São empresas independentes ou parte de corporações que atuam diretamente no pregão da NYSE. Cada especialista é responsável por algumas ações (de 5 a 10 ações, na maioria dos casos) e têm, dentre outras, a responsabilidade de zelar pela transparência, justiça e eficiência do mercado, mantendo o mínimo de variações bruscas possível no preço das ações. O especialista pode e deve executar ordens de negociação de ações, e também tem o papel de mediar negociações. No caso do Itaú a firma especialista é a La Branche & Co..

FITVM - Fundo de Investimento em Títulos e Valores Mobiliários.

Fundo de Aplicação em Cotas - Fundo que aplica em outros fundos.

Fundo de Estabilização Fiscal (FEF) - Volume de recursos mantidos pelo governo federal para permitir o fechamento de suas contas. Originalmente seriam transferidos a estados, municípios e alguns ministérios.

Fundo de Investimento - Condomínio que reúne pessoas em torno de um objetivo comum. Quem é o responsável pela administração deste fundo é o banco.

Fundo de Investimento em Quotas - Fundos destinados a investir na compra de quotas de fundos de investimento títulos e valores mobiliários.

Fundo de Investimento em Títulos e Valores Mobiliários - Antigamente dividido em fundos de ações e ações carteira livre. É um fundo que pode destinar no máximo 49% da sua carteira para a aquisição de títulos ou operações de renda fixa.

Fundo de Investimento Financeiro - Destina seus recursos às aplicações em diversos mercados, segundo limites legais e/ou determinados no regulamento do fundo.

Fundo de Investimento no Exterior - Possui investimentos de, no mínimo, 80% em títulos da dívida externa do Governo Federal, negociados no exterior. O restante, pode ser investido em títulos negociados no mercado internacional, sendo que há um limite de concentração de 10% de títulos do mesmo emitente.

Fundo Garantidor de Créditos - É uma entidade privada, com regulamento aprovado pelo Conselho Monetário Nacional, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores do mercado financeiro. A garantia, limitada a R$ 20 mil, tem como referência o somatório dos saldos em poupança, conta corrente e CDB.

G

Ganho de capital - Lucro obtido utilizando a especulação com capital, incluindo compra e venda de ações, juros de investimentos financeiros, aluguéis, venda de imóveis e outras modalidades.

Governança Corporativa - Nível 1 - Veja Nível 1 de Governança Corporativa.

H

Hedge - É utilizado como instrumento de proteção contra o risco de variações de preços nos diversos mercados de ativos reais ou financeiros. As operações são feitas quando se busca conseguir quase um seguro de preço para o bem ou ativo transacionado. Pode ser definido como um instrumento de estratégia ou proteção para minimizar o nível de risco de uma determinada posição em ativos de investimento.

High Yield - Significa alta taxa de retorno. Os empréstimos nos quais as empresas pagam juros sensivelmente altos, e que usualmente são feitos no mercado europeu, são classificados como de High Yield. Os fundos de investimentos que investem em títulos classificados como High Yield normalmente apresentam um maior risco de crédito.

Holding - Empresa cuja atividade principal é a participação acionária em uma ou mais empresas.

Home broker - É um canal de relacionamento entre os investidores e as sociedades corretoras, para negociações no mercado acionário, permitindo o envio de ordens de compra e venda de ações pela Internet e possibilitando acesso às cotações e acompanhamento de carteiras de ações, entre vários outros recursos.

Hot Money - São aplicações em títulos ou câmbio atraídas por elevadas taxas de juros ou por grandes diferenças cambiais. São operações de curtíssimo prazo, podendo deslocar-se de um mercado para outro com grande rapidez, o que pode provocar grande turbulência no mercado financeiro de um país.

I

IASC GAAP - "IASC" é a sigla do International Accounting Standards Committee e "GAAP" significa Generally Accepted Accounting Principles, que são as normas internacionais de contabilidade promulgadas pelo IASC.

IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

IBOVESPA - Indicador da lucratividade média de uma carteira teórica, formada pelas ações mais negociadas de forma representativa nos pregões das Bolsas de Valores de São Paulo. O Ibovespa é revisto a cada 4 meses e serve como indicador do comportamento do mercado, aproximando sua composição o máximo possível da configuração real das operações realizadas no mercado à vista da Bovespa.

IBRI - Instituto Brasileiro de Relações com Investidores Fundado em 1997, é uma associação de profissionais que estão direta ou indiretamente ligados com as atividades de Relações com Investidores, que compreende finanças, marketing e comunicação entre a empresa e os acionistas, analistas de mercado, investidores institucionais e outros participantes do mercado e da comunidade financeira brasileira e internacional.

IBX - Veja Índice Brasil/Bovespa.

ICV do DIEESE - Mede preços ao consumidor em São Paulo no mês completo, para três faixas de renda. O ICV oficial é a média de três índices.

IGC - Índice de Governança Corporativa - O Índice de Governança Corporativa avalia o desempenho de uma carteira teórica composta por ações de empresas que foram admitidas no Nível 1 de Governança Corporativa da BOVESPA - Bolsa de Valores de São Paulo. A composição desta carteira será revista quadrimestralmente e o seu cálculo considera os preços do mercado a vista praticados.)

IGP-DI - Veja Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna.

IGP-M - Veja Índice Geral de Preços do Mercado.

Índice Brasil/Bovespa (IBX) - É um Índice de preços que mede o retorno de uma carteira teórica, composta por ações de cem companhias abertas, selecionadas entre as mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, em termos de número de negócios e volume financeiro. As ações que compõem o índice são ponderadas pelo respectivo número de ações que estão disponíveis para negociação no mercado. O Índice Brasil é considerado um índice que avalia o retorno total das ações componentes de sua carteira.

Índice da Bolsa de Valores - Veja IBOVESPA.

Índice de Força Relativa - Índice que leva em consideração a média das oscilações positivas e negativas de um ativo em pregões (normalmente 9 pregões). O IFR varia de 0 a 100 e é comumente utilizado para análises de curto prazo. Um IFR próximo de 0 (por exemplo: 10), indica uma potencial alta de curto prazo dos preços do ativo em questão. Inversamente, um IFR próximo de 100 (por exemplo: 90) uma potencial baixa de curto prazo.

Índice de Lucratividade - Relação entre o capital atual e o inicial de uma aplicação.

Índice de Preços ao Consumidor (IPC) - Pesquisado pela FIPE.Mede a evolução dos preços ao consumidor em São Paulo para famílias com renda de 1 a 20 salários mínimos. Semanalmente divulga prévias do índice referentes a períodos quadrissemanais.

Índice de Sharpe - É uma medida de relação entre retorno e risco de um fundo. Quanto maior o Índice de Sharpe, melhor a performance do fundo no período em análise. O índice varia se o resultado for calculado com base em rentabilidades semanais, mensais ou anuais.

Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) - Pesquisado pela Fundação Getulio Vargas. A taxa do mês fechado é uma média ponderada do IPA (Preços no Atacado) Nacional com peso 6, IPC (Preços ao Consumidor) no Rio e em São Paulo com peso 3, e INCC (Construção) com peso 1.

Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) - Pesquisado pela Fundação Getulio Vargas. Tem a mesma metodologia do IGP-DI, mas refere-se à coleta de preços realizada entre os dias 21 de um mês e 20 do seguinte, e não no mês completo.

Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) - Medido pelo IBGE em II regiões. Reflete a evolução do custo de vida de famílias com renda de 1 a 8 salários mínimos no mês completo.

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - Calculado pelo IBGE, procura refletir o comportamento dos preços dos produtos e serviços consumidos por famílias que recebem entre um e quarenta salários mínimos, nas onze principais capitais do país. É o índice que o governo vem utilizando para definir sua estratégia de metas de inflação.

Índice Nasdaq - Índice norte-americano de ações. Sua carteira está composta em boa parte por ações de empresas de tecnologia.

Índice Preço/Lucro - Quociente da divisão do preço de uma ação no mercado, em um instante, pelo lucro líquido anual de mesma. Assim sendo, o P/L representa o número de anos que se levaria para reaver o capital aplicado na compra de uma ação, por meio do recebimento de dividendos.

INPC - Veja Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

Insider - Aquele que se beneficia de informações que ainda não se tornaram de conhecimento público.

Institucional (investidor) - Instituição que dispõe de vultuosos recursos mantidos em certa estabilidade e destinados à reserva de risco ou à renda patrimonial e que investe parte dos mesmos no mercado de capitais. Temos como exemplo, as seguradoras e os Fundos de Pensão.

Investimento - Pode ter dois significados: 1) Emprego da poupança em atividade produtiva, objetivando ganhos a médio ou longo prazo. 2) Aplicação de recursos em algum tipo de ativo financeiro.

IOF - Imposto sobre Operações Financeiras. Para os fundos de renda fixa com liquidez diária, foi criada pela Receita Federal uma tabela para a cobrança do IOF regressivo, que incide sobre os rendimentos brutos obtidos até o 29° dia da aplicação.

IPA Agrícola - Índice de Preços no Atacado agrícola, mede a variação dos produtos agrícolas no atacado.

IPC - Veja Índice de Preços ao Consumidor.

I-SENN - Índice Eletrônico de Negociação Nacional da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro.

J

Joint-Venture - Associação de empresas para desenvolvimento e execução de um projeto específico.

Juros nominais - Taxas de remuneração do capital que não levam em consideração a variação de algum indexador ou índice de inflação.

Juros reais - É o resultado da taxa de juros nominal, descontada a inflação ou índice de preços.

K

Não há verbetes

L

Lançador - No mercado de opções é aquele que vende a opção. Dessa forma, ele assume a obrigação de vender ou comprar a ação-objeto até a determinada data pelo preço preestabelecido.

Lançamento de Opção - É a emissão pelo lançador de uma opção de compra ou venda.

Lance - Preço oferecido em pregão para negociação (compra ou venda) de um lote de títulos pelos representantes das sociedades corretoras.

LBC - Veja Letra do Banco Central.

Lei de Responsabilidade Fiscal - Legislação que impõe regras ou limites para gestão dos recursos públicos.

Leilão informal - Go Around - É uma operação de venda ou resgate de títulos públicos executada pelo Banco Central. Este leilão acontece em um curto intervalo de tempo, onde os operadores do Banco Central acionam as instituições, através dos dealers, e acolhem os lances propostos, selecionando os melhores preços e fechando imediatamente com estas instituições.

Letra do Banco Central (LBC) - Título pós-fixado que tem sua rentabilidade ligada à taxa over (de um dia). Se o BACEN aumentar ou diminuir a taxa de juros, absorverá imediatamente o novo patamar de juros.

Letra do Tesouro Nacional (LTN) - Emitido pelo Tesouro Nacional, é um papel prefixado, onde você sabe exatamente o valor de resgate. Apresenta, portanto, risco de oscilação das taxas de juros.

Letra Financeira do Tesouro do Estado de … (LFTE.. - Título público pós-fixado emitido por um governo estadual. Por mais solvente que seja o governo estadual, é bom lembrar que, pelo simples fato de não ser um título do governo federal, apresenta um risco de crédito maior, que acaba sendo refletido em taxas maiores.

Letra Financeira do Tesouro do Município de … (LFT - Título público pós-fixado emitido por um município. Por mais solvente que seja o município, pelo simples fato de não ser um título do governo federal, apresenta um risco de crédito maior, que acaba sendo refletido em taxas maiores.

Letra Financeira do Tesouro Nacional (LFTN) - Título emitido pelo Tesouro Nacional, é um papel pós-fixado que tem sua rentabilidade ligada à taxa over (de um dia). Se o BACEN aumentar ou diminuir a taxa de juros, absorverá imediatamente o novo patamar de juros.

Liquidez - Capacidade que um título tem de ser convertido em moeda. A liquidez absoluta só é conferida ao papel-moeda, todos os outros títulos tendo liquidez inferior, que varia conforme o investimento e a conjuntura econômica.

Lote fracionário - Lote que apresenta uma quantidade de ações inferior ao lote-padrão.

Lote-padrão - Lote de títulos que apresentam características idênticas. Esta quantidade de títulos é prefixada pelas bolsas de valores.

LTN - Veja Letra do Tesouro Nacional.

Lucro líquido por ação - Lucro líquido de uma empresa em um determinado período, dividido pelo número existente de ações.

M

Marcação a Mercado - Marcar a mercado, ou precificar os títulos, significa atualizar diariamente o valor dos títulos que compõem uma carteira de investimentos ao preço de negociação. Ou seja, o valor do título deve refletir o que seria obtido caso este fosse vendido naquele dia.

Margem - É um valor fixado pela Bolsa de Futuros ou pela caixa de registro e liquidação ao comprador ou vendedor de um contrato a termo que servirá como garantia para o cumprimento da obrigação futura.

Mercado a Termo - Operações com prazos de liquidação em geral de 30, 60 ou 90 dias. Limites mínimos para a transação e depósito de valores são utilizados como margem de garantia da operação.

Mercado à Vista - A entrega dos títulos vendidos se processa no segundo dia útil depois de realizada a negociação em bolsa. Já o pagamento e o recebimento do valor da operação é feito no terceiro dia útil, mediante a efetiva liquidação física.

Mercado de ações - Mercado no qual são negociadas as ações, seja através do mercado primário ou secundário.

Mercado de balcão - Mercado no qual são negociadas ações de empresas não registradas em bolsas de valores e outras espécies de títulos. Estas transações são realizadas por telefone.

Mercado de capitais - Onde se realizam operações de transferência de recursos financeiros de prazos variados realizados entre os chamados poupadores e investidores.

Mercado de opções - Uma variação do mercado futuro, em que o aplicador tem a opção de realizar ou não o negócio na data do vencimento.

Mercado financeiro - É o mercado voltado para a transferência de recursos entre os agentes econômicos. No mercado financeiro, são efetuadas transações com título de prazos variados.

Mercado futuro - Segmento em que operações são fechadas por meio de contrato que terão vencimento no futuro. Há três mercados: o de câmbio; o de juros e o de índices.

Mercado primário - Mercado de emissão de novas ações ou títulos em geral.

Mercado secundário - Onde ocorre a negociação dos títulos adquiridos no mercado primário, favorecendo a liquidez dos papéis já emitidos.

Mercadoria - Veja Commodity.

Merval - Índice da Bolsa de Valores da Argentina, composto pelas ações mais negociadas no mercado argentino.

N

NASDAQ - National Association of Securities Dealers Automated Quotations. É uma Bolsa de Valores na qual as transações são realizadas eletronicamente. Por se tratar de um mercado em que as exigências burocráticas para abertura de capital são menores do que aquelas observadas na New York Stock Exchange (NYSE), é onde se concentra a negociação da maioria das empresas de tecnologia que, em boa parte, realizaram suas ofertas iniciais de ações nos últimos anos.

NASDAQ 100 Index - Outro índice utilizado nas negociações da NASDAQ. Lançado em 1985, este índice inclui 100 das maiores empresas não financeiras, norte-americanas e estrangeiras.

NASDAQ Composite Index - Principal índice utilizado nas negociações da NASDAQ, exprimindo a variação média diária das negociações. É composto por todas as empresas negociadas na NASDAQ, ponderadas por seu valor de capitalização.

NBC-E - Veja Nota do Banco Central - Série E.

Nikkei - Índice da Bolsa de Valores do Japão. Corresponde às ações mais negociadas do mercado japonês.

Nível 1 de Governança Corporativa - Implantado em 26 de julho de 2001, é um segmento especial de negociação da BOVESPA - Bolsa de Valores de São Paulo, destinado à listagem de empresas cujos administradores e controladores se comprometem, voluntariamente, a cumprir exigências adicionais às existentes na legislação. Objetiva a melhoria na prestação de informações ao mercado de capitais e incentivar as boas práticas de Governança Corporativa. A Itaúsa e o Banco Itaú aderiram ao Nível 1 de Governança Corporativa em 26/06/2001. Dentre vários compromissos exigidos para uma empresa ser classificada como Nível 1, destaca-se :

- manutenção em circulação de uma parcela mínima de 25% do capital em ações;
- realização de ofertas públicas de colocação de ações;
- melhoria das informações prestadas trimestralmente;
- cumprimento de regras de transparência;
- divulgação de acordos de acionistas e programas de programa de opções;
- disposição de um calendário anual de eventos corporativos.

Nota do Banco Central - série E - Emitido pelo Banco Central, é um papel pós-fixado que tem sua rentabilidade ligada à variação do dólar comercial.

Nota do Tesouro Nacional - Título público pós-fixado, que rende juros reais e mais a variação de um indexador, que pode ser o dólar (no caso da NTN-D) ou a TR (no caso da NTN-H).

Nota Promissória - Título de crédito emitido pelas companhias, para colocação pública, que confere a seu titular direito de crédito.

NP - Veja Nota Promissória.

NTN - Veja Nota do Tesouro Nacional.

NYSE (New York Stock Exchange) - Bolsa de Valores de Nova Iorque. A maior e mais importante bolsa de valores do mundo. Também conhecida como Big Board, é auto-regulada por um conselho de 20 membros que acompanha e regula as atividades comerciais de mais de 3.000 empresas, norte-americanas e estrangeiras.

O

Oferta de Direitos - Quando uma empresa faz uma oferta de venda de novas ações a seus acionistas a um determinado preço. Esse preço geralmente é inferior ao preço negociado no mercado e essa oferta tem prazo predeterminado.

Opção - É um instrumento que dá ao seu titular, ou comprador, um direito futuro sobre algo, mas não uma obrigação, e ao seu vendedor uma obrigação futura, caso seja solicitado pelo comprador da opção.

Opção at-the-money - É uma opção (de compra ou de venda) cujo preço de exercício é igual ao preço da ação no Mercado à Vista.

Opção de Compra - Proporciona ao seu titular o direito de comprar um ativo em determinada data por um certo preço estipulado no contrato. No Brasil, as opções de compra podem ser exercidas a qualquer hora, durante o prazo de vigência da opção.

Opção de Venda - Proporciona ao seu titular o direito de vender um certo ativo em determinada data por um certo preço estipulado no contrato. No Brasil, as opções de venda só podem ser exercidas na data de vencimento.

Opção in-the-money - É uma opção de compra cujo preço de exercício é menor que o preço da ação no Mercado à Vista ou uma opção de venda cuja preço de exercício é maior do que o preço da ação no Mercado à Vista.

Opção out-of-the-money - É uma opção de compra cujo preço de exercício é maior que o preço da ação no Mercado à Vista ou uma opção de venda cuja preço de exercício é menor do que o preço da ação no Mercado à Vista.

Opep - Organização dos Países Exportadores de Petróleo.

Operação Compromissada - É uma aplicação financeira onde o Banco vende ao cliente títulos públicos ou privados, com contratação simultânea de um compromisso do Banco de recomprar e do cliente de revender os títulos em questão, dentro de um prazo estabelecido.

Operação estruturada - Combinação de dois ou mais instrumentos financeiros (por exemplo, uma operação compromissada + um Swap), com o objetivo de aproveitar oportunidades de mercado ou buscar proteção contra riscos financeiros.

Operador de Pregão - É quem executa as ordens de compra e venda de ações para as corretoras em uma bolsa de valores.

Ordem a Mercado - É aquela que especifica somente a quantidade e as características dos valores mobiliários ou direitos a serem comprados ou vendidos, devendo ser executada a partir do momento em que for recebida pela sociedade corretora.

Ordem Casada - É aquela constituída por uma ordem de venda de determinado valor mobiliário ou direito e de uma ordem de compra de outro, que só pode ser efetivada se ambas as transações puderem ser executadas, podendo o comitente especificar qual das operações deseja ver executada em primeiro lugar.

Ordem de Financiamento - É aquela constituída por uma ordem de compra ou de venda de um valor mobiliário ou direito em uma modalidade operacional, e outra concomitantemente de venda ou compra do mesmo valor mobiliário ou direito, na mesma ou em outra modalidade, com prazos de vencimentos diferentes.

Ordem Discricionária - É aquela cometida por uma instituição, a ser executada dentro das possibilidades de mercado, representando um ou mais comitentes a um só tempo, cuja especificação será determinada por quem cometer a ordem, que indicará também o preço a ser atribuído.

Ordem Limitada - É aquela que deve ser executada somente a preço igual ou melhor do que o especificado pelo comitente.

Ordem on-stop - É aquela que especifica o nível de preço a partir do qual a ordem deve ser executada. Uma ordem on-stop de compra deve ser executada quando em uma alta de preços ocorre um negócio igual ou maior que o preço especificado. Uma ordem on-stop de venda deve ser executada quando em uma baixa de preços ocorre um negócio a um preço igual ou menor que o preço especificado.

Oscilação - Variação do preço de um determinado ativo em um certo período de tempo.

Over/Open - Aplicações de um dia que podem ter lastro em títulos públicos ou privados. Caracteriza-se pela transação entre duas instituições, envolvendo a venda, com compromisso de recompra após um período definido (geralmente um dia) de um título, através de uma taxa de juros preestabelecida entre as partes. O título envolvido na operação é chamado de lastro e a taxa pactuada entre as instituições é geralmente proporcional ao risco de crédito do título.

P

Passivo - O passivo compreende todas as obrigações e dívidas de uma empresa.

Patrimônio - Conjunto de bens e direitos de uma pessoa ou empresa.

Perfil de Risco - Tipo de classificação do investidor quanto à sua predisposição em correr riscos.

PIB (Produto Interno Bruto) - Soma de toda a riqueza gerada pela economia de um país em determinado intervalo de tempo (geralmente um ano).

Portfólio - Uma carteira de ativos mantidos pelo gestor dos fundos que pode incluir ações, títulos, etc.

Posição em aberto - Saldo de posições mantidas pelo investidor em mercados futuros e de opções.

Poupança - Conta de depósito com crédito de rendimentos e movimentação livre. Remunera valores que permaneçam depositados pelo período de um mês (pessoas físicas), com base na TR e juros.

Precatórios - São dívidas dos governos Federal, Estaduais e Municipais originadas por decisões da justiça. A Constituição permite apenas a emissão de títulos por Estado e Municípios para pagar precatórios anteriores a 1988.

Preço de Exercício - É o preço especificado no contrato de opção.

Prêmio - É o valor que o comprador da opção paga em data presente pela sua compra.

Put - Veja opção de venda.

Q

Quota de um fundo de investimento - Quando você aplica em um fundo de investimento seus recursos são transformados em quotas (ou cotas) cujo valor é igual à divisão de seu patrimônio líquido do fundo pelo número existente de quotas.

R

Rating - Análise efetuada sobre os títulos emitidos por uma empresa/governo, que avalia a qualidade de crédito do emissor. As mais conhecidas empresas internacionais que efetuam estas análise são: Standard&Poor's, Moody's, Duff&Phelps e Fitch Investors Services.

RDB - Veja Recibo de Depósito Bancário.

Recibo da Telebrás - Cesta de 13 ações, que contém papéis das 12 holdings criadas com a cisão da Telebrás, além das ações da própria Telebrás.

Recibo de Depósito Bancário - É uma promessa de pagamento, à ordem da importância do depósito, acrescida dos juros convencionais, se forem prefixados, e dos juros mais correção monetária, se forem pós-fixados. O RDB não permite retirada antecipada e nem negociação no mercado secundário.

Redesconto - É um instrumento de política monetária utilizado pelo Banco Central para regularizar o sistema de liquidez do sistema bancário.

Renda Fixa - São aplicações financeiras com prazos e rendimentos pré-conhecidos.

Renda Variável - São aplicações financeiras cujo rendimento é incerto, devido à maior volatilidade dos ativos que os compõem.

Resistência - É uma linha de preços históricos que, inversamente à linha de suporte, indica uma potencial interrupção de uma tendência de alta e/ou um potencial início de movimento de baixa dos preços de um ativo.

Resultado Primário - Diferença entre a arrecadação e os gastos do governo, exceto aqueles relativos ao pagamento de juros sobre a dívida pública.

Risco de Bolsa - É o risco de variações nos preços dos ativos negociados em Bolsa (ações, futuros, opções etc).

Risco de Crédito - É o risco de que o emissor do título (Debênture, Nota Promissória, Commercial Paper, etc) possa não honrar o principal e/ou o pagamento de juros.

Risco de Inflação - Um aumento na inflação acima das expectativas dos agentes econômicos pode corroer os ganhos da aplicação, especialmente para os títulos com rentabilidade prefixada.

Risco de Liquidez de Mercado - Em função das condições econômicas (normalmente durante crises) os mercados de ativos podem passar por períodos em que haja uma limitação da sua liquidez, ou seja não há compradores e/ou vendedores para alguns desses ativos, dificultando a execução de ordens ou impactando os preços dos ativos negociados.

Risco de Mercado - Este tipo de risco está associado à possibilidade de desvalorização ou de valorização de um ativo, devido a alterações políticas e econômicas gerais tanto nacionais como internacionais ou em decorrência da situação individual de uma empresa ou banco. É o risco que todo ativo financeiro corre de ter seu preço valorizado ou desvalorizado, em conseqüência de alterações políticas, econômicas, sociais, etc - nacionais e/ou internacionais.

Risco de Oscilação de Taxas de Juros - Este risco está ligado à possibilidade da variação da taxa de juros durante o período de um investimento. Por uma exigência do Banco Central do Brasil, a rentabilidade dos fundos prefixados é calculada pela variação do preço dos títulos em carteira de cada fundo. Se o Banco Central aumentar as taxas de juros, o valor atual desses títulos prefixados sofre uma redução. Isto ocorre porque o valor de resgate dos títulos prefixados não se altera, mas o valor atual sofre uma redução para adequar-se à nova taxa de juros. Esta redução do valor dos títulos é repassada ao valor da cota e conseqüentemente à rentabilidade do fundo. De forma contrária, no caso de uma redução das taxas de juros, o valor dos títulos em carteira subirá.

Risco Não-Sistêmico - Este risco está diretamente relacionado à situação econômico-financeira da empresa emissora de ações.

Risco Sistêmico - Risco inerente às variações das economias nacional e internacional, afetando as taxas de juros, câmbio e os preços dos ativos em geral.

Risco Variação Cambial ou de Moeda - Este tipo de risco está associado à oscilação da taxa de câmbio, principalmente no dólar. Estas oscilações podem valorizar ou desvalorizar as cotas de fundos, dependendo da estratégia assumida.

S

SEC - Veja Securities and Exchange Commission.

Securities and Exchange Commission - A Securities and Exchange Commission é um órgão que regulamenta, controla e supervisiona o mercado americano, com o objetivo primário de proteger o investidor e manter a integridade do mercado de títulos e valores mobiliários dos EUA.

SELIC - Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

Série de Opções - São opções do mesmo tipo, seja de compra ou de venda, que referem-se à mesma ação-objeto e possuem a mesma data de vencimento e preço de exercício.

Símbolo (ADRs) - São três letras que definem o código pelo qual as ações de cada empresa são negociadas na NYSE (New York Stock Exchange). No caso do Itaú o símbolo é "ITU".

SISBACEN - Sistema de Informações do Banco Central. É o instrumento de comunicação computadorizado do Banco Central com as instituições financeiras, no qual recebem informações do Bacen e enviam dados sobre suas operações financeiras e cambiais.

SND - Sistema Nacional de Debêntures.

Sociedade Anônima - Empresa que tem o capital dividido em ações.

SOMA - Sociedade Operadora do Mercado de Acesso. É um mercado de balcão organizado, cujas operações são realizadas por terminais de computador. Os horários de negociação são os mesmos que os do pregão nacional.

SPLIT - Veja desdobramento de ações.

Spread - Diferença entre as taxas de captação e aplicação. Essa diferença pode variar em função da liquidez do tomador, volume dos empréstimos e o prazo da operação para resgate.

Strike - Conhecido como preço de exercício, representando o preço de compra ou de venda de um determinado ativo, válido para a data de vencimento de uma opção.

Subscrição - Quando uma empresa lança novas ações no mercado, para que possa obter os recursos necessários para o investimento.

Suporte - É uma linha de preços históricos indicativa de uma potencial interrupção de uma tendência de baixa e/ou um potencial início de um movimento de alta dos preços de um ativo.

Swap - Operação destinada à proteção contra o risco de variações de taxas de juros, moedas, commodities., relativamente a seus pagamentos e recebimentos, cuja efetivação esteja programada para ocorrer em momento futuro.

T

Taxa Básica de Juros (Selic) - É a taxa referencial dos juros básicos praticados pelo governo, divulgada pelo Comitê de Política Monetária (COPOM).

Taxa de administração - É a remuneração paga ao administrador pela prestação de serviços de gestão e administração de um determinado serviço. (Fundos de Investimento).

Taxa de Custódia - Taxa cobrada por uma corretora de valores mobiliários pela manutenção das ações de seus clientes sob sua responsabilidade.

Taxa de desempenho/performance - Taxa que se cobra desde que se tenha obtido o retorno preestabelecido para aplicação. Por exemplo: 25% do que exceder o CDI.

Taxa DI - É a taxa média de juros para operações interbancárias de 1 dia (overnight) registradas na CETIP (Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados).

Taxa pós-fixada - Taxa de remuneração a ser paga em virtude de aplicação em determinado ativo, que será divulgada apenas no vencimento da aplicação.

Taxa prefixada - Taxa de remuneração estabelecida com antecedência, a ser paga em virtude da aplicação em determinado ativo.

Taxa Selic - É a taxa média de juros para operações interbancárias de 1 dia (overnight) registradas no Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia de títulos públicos).

TBF - Taxa Básica Financeira - Taxa calculada a partir da remuneração mensal média dos depósitos a prazo fixo - CDBs e RDBs com taxas prefixadas e prazos de 30 a 35 dias - negociados pelos bancos com maior volume de captação. Para cada dia do mês - dia de referência - o BACEN calcula e divulga a TBF para o período de um mês, com início no dia de referência e término no dia de referência do mês seguinte.

Titular de uma opção - Aquele que tem direito de exercer ou negociar uma opção.

Título da Dívida Externa - São títulos colocados à disposição dos credores internacionais do Brasil, no âmbito do Plano Brady, para a reestruturação das parcelas da dívida soberana, vencida e não paga.

Títulos Públicos - São papéis vendidos pelos governos ao mercado financeiro para obter recursos. Rendem juros a partir do deságio com que são vendidos inicialmente. Por exemplo, se títulos com valor de R$ 1.000 forem vendidos por R$ 800, no momento em que forem resgatados, trarão um retorno de 25% (R$ 200) aos investidores.

TJLP - Taxa de Juros de Longo Prazo. É utilizada para empréstimos de longo prazo, principalmente FINAME.

TR (taxa referencial) - Taxa calculada e divulgada pelo BACEN, a partir da aplicação de um "redutor" sobre a Taxa Básica Financeira (TBF). Para cada TBF calculada, o BACEN divulga uma TR correspondente. A TR é a base de remuneração dos depósitos em Caderneta de Poupança e dos financiamentos concedidos através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Trava - São mecanismos utilizados em operações financeiras e tem por objetivo limitar perdas ou ganhos.

U

Ufir - Unidade Fiscal de Referência.

Underwriting - Esquema de lançamento de ações mediante subscrição pública, para o qual uma empresa encarrega um intermediário financeiro, que será responsável por sua colocação no mercado

US GAAP - United States Generally Accepted Accounting Principles. São as normas de contabilidade conhecidas e utilizadas nos Estados Unidos da América, e que devem ser seguidas por todas as empresas de outros países que quiserem negociar suas ações e/ou títulos em Bolsas de Valores dos EUA.

V

Valor de exercício da opção - Preço especificado no contrato de uma opção.

Valor de mercado da ação - Valor mais atualizado de uma ação negociada em Bolsa de Valores, podendo ser superior ou inferior ao seu valor patrimonial.

Valor patrimonial da ação - Valor do patrimônio líquido apurado em balanço dividido pela quantidade de ações existentes.

VaR (Valor em risco) - É a perda potencial máxima esperada de uma carteira de investimento, com uma dada probabilidade em um determinado horizonte de tempo.

Viés de alta - Mecanismo que permite ao Banco Central alterar para cima a taxa básica de juros (taxa Selic) entre reuniões do Copom, sem a necessidade de que seja convocada uma reunião extraordinária.

Viés de baixa - Mecanismo que permite ao Banco Central alterar para baixo a taxa básica de juros (taxa Selic) entre reuniões do Copom, sem a necessidade de que seja convocada uma reunião extraordinária.

Volatilidade - Indica o grau médio de variação das cotações de um título em um determinado período.

W

Warrants - No Brasil, é uma opção de compra não-padronizada. Um warrant é um título que concede ao seu detentor o direito, mas não a obrigação, de adquirir um ativo subjacente, a um preço predeterminado (preço de exercício) até uma data predefinida (data de maturidade). Podem ser emitidas Warrants sobre ações, debêntures e notas promissórias no mercado brasileiro.

X

Não há verbetes com a letra "x".

Y

Não há verbetes com a letra "y".

Z

Não há verbetes com a letra "z".

 

A NetStock Agentes Autônomos de Investimentos, não esta autorizada a atuar como administradora de carteira ou consultoria de valores mobiliários, cabendo esta atividade a corretora associada. | Os investimentos no mercado financeiro implicam em assunção de riscos. As eventuais perdas, danos ou insucessos, inclusive perante terceiros, decorrentes da realização de negócios são de exclusiva responsabilidade do cliente. | Todas as operações realizadas no Mercado de Capitais são executadas pela ATIVA - Corretora de Títulos, Câmbio e Valores S/A, instituiçõe financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil e pela Comissão de Valores Mobiliários.| Toda comunicação por meio da rede mundial de computadores está sujeita a interrupções, podendo invalidar ordens ou negociações. A NetStock Investimentos exime-se de responsabilidade por eventuais danos sofridos por clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros, incluindo, sem limitação, aqueles relativos à rede mundial de computadores.| A NetStock informa que nenhuma da informação aqui facultada deverá ser entendida como recomendação de qualquer tipo de transação ou investimento.| Ouvidoria Corretora Ativa 0800 282 9900

Aviso: Sinal de Cotações / Market Data -A Netstock não fornece o Sinal de Difusão, ou atua como Vendor e, por isso, não recebe ou repassa o Sinal. As cotações da BMF&Bovespa são fornecidas em tempo real pela ATIVA - Corretora de Títulos, Câmbio e Valores S/A.Todas as informações são fornecidas "na forma em que estão" para fins exclusivos de informação. A Netstock nem a Ativa são responsáveis por eventuais erros, insuficiências ou atrasos nas informações, nem por eventuais medidas tomadas com base nas informações aqui contidas. Ao acessar o site ou softwares, você se compromete a não redistribuir as informações que aqui se encontram. O serviço de transmissão contínua de cotações em tempo real está disponível através do nosso serviço exclusivo para clientes da Ativa Corretora de Valores. O serviço de transmissão de cotações pode ser ativado ou desativado.

BM&FBovespa | CVM - Agentes Autônomos | One Plataformas de Operações | Chartbook | Termos de uso